A ERA DO ENGANO

0
36

A Era do Engano é um livro que propõe a análise do modelo do Estado brasileiro, considerando sua origem e desenvolvimento através dos séculos a partir do enfoque na realidade atual da relação entre o Estado e o povo. Estimula a reflexão sobre diversos aspectos da atuação estatal, de seus mecanismos de controle social, de sua configuração política, da prestação e fruição dos serviços essenciais e muitos pormenores de sua posição de gestor da vida dos indivíduos que vivem sob sua tutela.

Segundo os autores, o livro “remete a uma época em que a mentira tem prevalecido, de modo proposital e estratégico, com a finalidade de levar as massas a uma compreensão deturpada da realidade, onde as pessoas ― e, notadamente, corporações ― usando sua influência e poder dentro dos governos, adotam livremente suas práticas antiéticas e imorais para fazer prevalecer seus interesses, ainda que absolutamente ilegítimos e prejudiciais à humanidade”.

Abordando temas como desigualdade social, miséria, ignorância, violência, capitalismo, riqueza e alienação política, dentre outros aspectos específicos, o livro denuncia o caráter pernicioso da atuação estatal em seu modelo concentrador de renda e riqueza, e sugere a necessidade de se repensar esse modelo de Estado no sentido de sua humanização, a fim de torná-lo um instrumento de emancipação das pessoas e de realização da dignidade humana em sua plenitude.

Sem dúvida, um livro essencial para compreender as extraordinárias possibilidades de um povo que tem sobrevivido, no decorrer dos séculos, em condições muito aquém do que seria minimamente justo, envolto em todo tipo de engano.

Publique seu comentário

Leia também