COMO SURGIU ESTA TRILOGIA

0
71

Esta obra formidável — A Honra do Clã — cujo Livro Um — O Legado do Profeta — tenho a alegria e o privilégio de colocar em suas mãos, não é um acontecimento casual nem é fruto apenas de um desejo pontual; é resultado de um longo processo de observação, de planejamento, de amadurecimento de ideias, porque eu queria escrever algo que fosse de fato relevante, que trouxesse entretenimento de primeiríssima qualidade, mas que também oferecesse ao público leitor, aos apaixonados pela literatura, um conteúdo rico, profundo, que fomentasse a reflexão e discutisse temas de interesse coletivo.

Do momento em que comecei a elaborar mentalmente a ideia da trilogia, quando as coisas começaram a tomar forma na minha mente, até organizá-las no papel, passou-se algum tempo. A maturação da história foi importante, porque me deu a dimensão do que eu realmente queria escrever, do que eu queria dizer, qual a mensagem que eu queria passar e como deveria fazê-lo. Minha intenção, como escritor, é — e foi, naquele momento da criação literária — acrescentar algo capaz de transformar de alguma maneira a experiência do(a) leitor(a), interagir de modo positivo com todos(as) os)as) leitores(as), proporcionando-lhes, ao mesmo tempo, entretenimento e diversão de qualidade, contribuindo para tornar mais agradáveis seus momentos e mais proveitosa sua leitura.

Por isso, fui extremamente cuidadoso na elaboração da história, no andamento da aventura, na constituição das personagens, e considero um desafio cada novo capítulo que escrevo, cada cena, cada ação de cada personagem, para trazer uma narrativa coerente com o conjunto da obra, sempre pensando em você que dedicou, dedica ou dedicará seu tempo e suas energias para viver comigo as emoções dessa história espetacular.

Eis por que considero que o trabalho do escritor não é um trabalho solitário — como alguns podem pensar. Enquanto escrevemos, enquanto nos ocupamos em criar — e criar é algo maravilhoso! — não estamos sozinhos. Você, leitor(a), está conosco. Você nos orienta, nos motiva, nos anima! E isso é fantástico!

E, de repente, cá estamos nós, juntos em pensamento, dialogando e nos emocionando a cada palavra, cada frase, cada página, cada situação, cada capítulo da aventura que você nos motivou a escrever.

Que bom que podemos compartilhar essa magia!

Publique seu comentário

Leia também