O HERDEIRO DE ZED

0
22

(Trecho do capítulo 23 de O Legado do Profeta).

Zin Hadari, herdeiro de Zed, chegara com seus homens a Neyquey. No dia seguinte partiriam para Cuzco e daí para Gamuwa Dutsen. Ainda teriam três dias de jornada até chegar ao ponto de encontro. Ele se lembrava da conversa com seu pai, Nishadi Mai Hadari Zed, Shugaba do Clã, antes da partida. O Shugaba dissera:

— Zin Hadari, meu filho, esta é a missão mais importante da sua vida. Se alguém deve encontrar o Papiro do Profeta, tente assegurar-se de ser você ou, pelo menos, um dos nossos. Não vai ser uma jornada fácil, mas você pode conseguir. Você é um Zed. Além disso, não se esqueça de que informação é essencial. Organize uma boa rede de espiões, saiba o que cada um dos outros herdeiros está fazendo e esteja sempre um passo à frente.

Zin Hadari estava monitorando a rede de espiões que Maciji Kalo e Mara Kyau estavam organizando, mas ainda não havia informações relevantes, embora algumas informações que os espiões tinham obtido tivessem demonstrado que a espionagem era promissora. Por isso, decidira montar sua própria rede de espiões dentro da expedição. O Centro fazia boa política. Zin Hadari avaliou que, pelo menos até chegarem ao Caminho do Funil, não tinha inimigos. Sabia que muitas coisas poderiam acontecer, principalmente por causa da tensão entre o Sul e o Leste, mas não pensava em tomar partido para qualquer lado. Pretendia jogar para vencer e isso implicava tomar cuidado para manter boas relações com todos os lados e tirar toda a vantagem que pudesse. Decidiu que seu alvo era o Papiro do Profeta. Se o encontrasse, seria o Imperador de Nahiyar.

Publique seu comentário

Leia também