UM DUELO

0
21

Trecho do capítulo 24 de O LEGADO DO PROFETA: O Corredor do Norte

 

Um dos Mazaunin do Oeste, que estava ajudando a empurrar a carroça, encarou os dois guerreiros:

— Vocês deveriam respeitar um velho, guerreiros. Um herói de Nahiyar.

Jordi aproximou o cavalo do homem que falara:

— Quem é você, verme? Qual o seu Clã? Como ousa falar desse modo comigo?

— Eu sou Jikan Tsira, de Turmalina.

— Ajoelhe-se e peça desculpas, Jikan imbecil, ou lhe arrancarei uma orelha. — ameaçou Jordi, levando a mão à espada.

Jikan Tsira ficou imóvel. Ao ouvir que o homem era um Turmalina, Jimbo tentou contemporizar com o guerreiro do Sul:

— Ora, vamos, Jordi. Deixe pra lá.

Jordi olhou para ele, fuzilando-o com o olhar:

— Só porque esse verme é do Oeste eu deveria deixar pra lá? — e, virando-se para Jikan Tsira, repetiu a ordem, desembainhando a espada: — Ajoelhe-se agora, imbecil, ou ficará sem uma orelha.

Jikan Tsira permaneceu imóvel. A adaga e a cimitarra estavam na cintura, mas sabia que não era páreo para um guerreiro treinado. Além disso, estava no chão e o guerreiro a cavalo. Os demais se afastaram e ele ficou sozinho e exposto. Mas Jikan Tsira não era covarde. Retrucou:

— Não vou me ajoelhar para um guerreiro que ofende um herói de Nahiyar. Nem pedirei desculpas.

— Então, sofra! — sibilou Jordi, avançando e fazendo girar a espada na mão direita. Jikan Tsira não queria ficar sem a orelha. Saltou para o lado oposto, obrigando Jordi a manobrar o cavalo. Jimbo mantinha-se imóvel, observando. Ninguém ousava interferir.

Publique seu comentário

Leia também