A MULHER E A LITERATURA

0
37

É inegável que a leitura nos possibilita estabelecer contato com várias culturas. Isso é de importância fundamental para moldar nossa visão do mundo. Por isso que a leitura abre a nossa mente, nos conecta com incontáveis facetas da realidade. Um bom livro nos traz reflexões que, de algum modo, nos ensinam, nos motivam, nos levam a entender a realidade e a agir positivamente. Não bastassem os benefícios para o intelecto, o hábito de ler livros traz em si outros benefícios que a maioria de nós desconhece, tais como o relaxamento, o combate à ansiedade e a prevenção à depressão. Pesquisadores da Universidade de Yale, em New Haven, EUA, chegaram à conslusão de que pessoas que têm o hábito de ler, qualquer que seja o sexo ou estilo de vida, vivem, em média, dois anos a mais do que os que não lêem. Isso é uma boa notícia e não apenas para os leitores “inveterados”, mas para todos nós, porque ler é algo que está ao alcance da grande maioria das pessoas. Se, porventura, alguém não tem esse hábito tão salutar, é só começar, porque bons hábitos a gente desenvolve, basta querer.

O Legado do Profeta traz uma proposta para todas as pessoas: leia mais! Mais enfaticamente, podemos dizer: leia mais e viva melhor! Precisamos, todos nós, melhorar nossa performance de leitura. Aliás, nos últimos anos, um fenômeno tem se tornado mais evidente (a partir da realização de pesquisas sobre leitura): as mulheres leem mais que os homens. Isso é muito interessante, porque percebemos que muito mais mulheres também passaram a escrever livros. Esse protagonismo feminino na literatura — enquanto leitoras e, mais recentemente, como escritoras — marca um momento interessante na evolução social e seus reflexos são claramente perceptíveis.

Não por acaso, o papel preponderante das mulheres em O Legado do Profeta — essa aventura magnífica — certamente vai lhe fazer refletir sobre essa realidade tão atual e sobre igualdade e justiça. A história de A Honra do Clã está recheada de mulheres questionadoras, guerreiras, mulheres que fazem a diferença e exercem seu fascínio, sua coragem, seu poder em toda a força e beleza. Mulheres que são decisivas e que impõem sua personalidade marcante, fulgurante, dando um tom igualitário à narrativa.

A literatura está aí, viva, dinâmica, poderosa para revelar a vida de modo único e transformar a realidade social. E, ainda por cima, ajudar a viver mais — e melhor!

Publique seu comentário

Leia também