ESSAS MARAVILHOSAS MULHERES

0
31

ESSAS MARAVILHOSAS MULHERES

Quantos livros você já leu que, quando termina, se sente tomado(a) por um sentimento de saudade? Quais os livros com os quais você se identificou tanto que desejou nunca terminar de ler?

Ao trazer para a narrativa um conjunto de mulheres que protagonizam igualmente a história, A Honra do Clã evidencia o empoderamento feminino como condição para a efetivação da igualdade de gênero e o consequente progresso social da humanidade. Qualquer que seja a cultura, a religião ou a filosofia, a igualdade real entre homens e mulheres é condição sine qua non para a justiça social.

Seguindo a linha da perseguição incansável da justiça, as mulheres da saga A Honra do Clã se destacam em diferentes papéis. Em todos os espaços, as mulheres atuam, não como concorrentes dos homens, mas como companheiras, na complementaridade mútua da ocupação de funções e espaços na sociedade, na política, na religião, em todas as atividades essenciais ao desenvolvimento comum do povo.

A Honra do Clã traz as inesquecíveis personagens femininas que escrevem sua própria história e, mais que isso, escrevem a história do povo de Nahiyar e também de Yankin. Mas ali estão também as mulheres que ainda continuam exploradas, submetidas a uma condição de inferioridade social e eonômica que precisa ser superada. Para tanto, a atuação e o exemplo daquelas mulheres emancipadas, vitoriosas, será fundamental.

Além disso, como vimos em outros textos aqui no blog, inúmeros temas de relevância são abordados com maior ou menor intensidade nos livros da trilogia, chamando a necessária atenção do leitor sobre essas questões. A história se desenvolve não de forma superficial e alheia à realidade. Pelo contrário, ela se desenrola com profundidade, com significado, incorporando à fantasia o que chamamos de realidade e vice-versa.

Publique seu comentário

Leia também